TERAPIA COM ANIMAIS: O EXERCÍCIO DO AFETO E DO CUIDADO



 

Idosas de uma casa de repouso participam da terapia assistida por cães. Melhoras na sociabilidade, na memória, na autoestima e na coordenação motora são os principais benefícios relatados.

Sentadas em um semicírculo que praticamente enche a sala, as mulheres, todas elas com mais de 60 anos, cantam a plenos pulmões um bom dia muito animado. A cena seria impensável há alguns anos atrás, quando a terapia assistida por cães chegou a elas como proposta na casa de repouso, levada por uma pedagoga e terapeuta . Marcadas, muitas vezes, pelo abandono da família, as idosas não conviviam bem entre si e as brigas eram constantes. Ainda havia aquelas que não queriam participar, e as assistentes da casa tinham de buscá-las. “Hoje, tem até fila de espera e o clima entre elas é outro. As cadelinhas mudaram a relação delas umas com as outras e com elas mesmas. Estão mais tranquilas e amáveis”, narra a terapeuta. “É apenas uma hora, nas segundas-feiras, mas vale para a semana inteira. Elas ficam mais receptivas a todas as outras atividades”, comenta a assistente social da casa de repouso, enumerando que além da cinoterapia (abordagem com cães), as idosas participam de outras oito modalidades de tarefas, em um tratamento multidisciplinar. Mas é de Jully, Clarinha, Aninha e Nikita, a turma de cadelas terapeutas, que a senhoras gostam mais. A assistente social descreve que os benefícios vão além da socialização. Por se tratar de uma atividade lúdica, em que os cachorros são abraçados, alimentados, vestidos, ou fazem companhia, as idosas veem o momento como uma brincadeira. “Isso abre um canal para que a terapeuta trabalhe a questão motora, o equilíbrio, a memória e a auto-estima. E elas fazem sem perceber e não se lembram de reclamar”.

Resultados dona Maria de 87 anos, que, com Alzheimer diagnosticado há muitos anos, tem apresentado bons resultados. “dona Maria participa, canta, recita, desenha, reconhece os cachorros e o horário da atividade”. Pelo exemplo, a terapeuta vai trabalhando com as senhoras questões do dia a dia. Se alguma delas se recusa a comer ou a beber água, ela faz as cadelas comerem e beberam perto delas. Se não querem tomar os remédios, dá medicação de mentira para uma doença de brincadeira para os animais. Se têm vergonha da fralda geriátrica, as cadelas passarão algumas segundas de fralda. “Quando elas tinham, no começo problemas para se cuidar, trabalhei a autoestima no cantinho da beleza. Elas se arrumavam e enfeitavam as cachorras. Hoje, nem precisa mais”, comemora. dona Railda de 67 anos, de unhas pintadas, cabelo penteado e aliança “só pra enfeitar a mão”, que ela não é casada, é exemplo. “A gente fica mais esperta, mais feliz, mais ativa. Ajuda na memória, a ter mais equilíbrio na hora de segurar o cachorro. Mudou muito. Pra mim, é uma hora que a gente passa brincando de boneca”. Para que as cadelas passem, as idosas erguem as pernas e não as descem para não machucar as amigas de quatro patas. Para dar conta da brincadeira da bolinha, elas se abaixam para receber o brinquedo da boca das peludas. Para trabalhar lógica e percepção, elas colocam nas roupinhas das cadelas objetos cujas formas e cores se assemelham com as desenhadas no tecido. Vão exercitando mente e corpo como em uma brincadeira de criança. “Me faz lembrar dos meus vira-latas que eu criava lá no meu Interior, eles eram carinhosos e aqui eu me lembro desse carinho. É muito bom a gente conviver com coisas que têm vida. Pra mim é sempre motivo de alegria, de bem-estar. A gente volta a ser moleca”, explica dona Antônia de 75 anos.

CÃES AJUDAM NA SOCIALIZAÇÃO DE CRIANÇAS AUTISTAS

Se para idosas, os cães podem ajudar na autoestima, para algumas crianças essa interação com animais pode fornecer o aparato necessário para a comunicação com o mundo. Crianças que se encaixam em alguma gradação do Transtorno do Espectro Autista (TEA) podem apresentar dificuldade de comunicação, de socialização e padrão de comportamento restritivo e repetitivo. Essas características podem vir juntas ou isoladas e de acordo com a neuropsicóloga especialista em TEA, muitas dessas crianças podem apresentar um hiperfoco que, não raramente, se manifesta em relação aos animais. Trabalhando em parceria há cerca de um ano com uma terapeuta, a psicóloga diz ter encontrado na cinoterapia, a terapia assistida por cães, boas respostas. “Já que crianças apresentam este interesse muito focado nos animais, utilizamos o cachorro para trabalhar a socialização dela”, comenta. Ela explica que como o animal reage, devolve o carinho, responde aos estímulos, ao toque e ao olhar, é possível desenvolver no autista a habilidade empática, que é deficitária em sua natureza. Outro benefício trazido pela convivência com o animal é fazer com que o autista aumente, com a mediação do cão, o vínculo com o profissional terapeuta. De acordo com a neuropsicóloga, isso auxilia em todas as outras etapas do tratamento. “Você não conseguiria a atenção da criança de outra forma. E suprindo essa relação dela com o seu hiperfoco, o animal, ela se abre ao aprendizado. Assim, conseguimos ter um manejo melhor da ansiedade; se ela for uma criança vocalizada, ela aumenta a comunicação, motivando as conversas e as relações interpessoais; e, por conta do toque no cão, ajuda na percepção do outro e a ter autocontrole”, enumera. A terapeuta salienta, porém, que a indicação de ter um cão em casa deve ser acompanhada de um treinamento do bicho, uma vez que o cão terapeuta passa por um processo de dessensibilizarão para agir e reagir de forma adequada ao contato com as crianças.

__________________________________________________________________________________________

Fonte: http://www20.opovo.com.br/app/opovo/cienciaesaude/2015/07/25/noticiasjornalcienciaesaude,3474087/o-exercicio-do-afeto-e-do-cuidado.shtml?m=0


Veja Também:


  • A CÉLULA QUE EXIBE A GENÉTICA

    Na fertilização in vitro, é possível realizar, com apenas uma célula, exames genéticos e evitar possíveis doenças hereditárias. Escolha de sexo para o bebê,...

    Leia Mais ( + )
  • A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E A GERAÇÃO ALPHA

    A inteligência artificial e a Geração Alpha Meninas e meninos de até sete anos de idade vivenciarão o contato com tecnologias de inteligência artificial...

    Leia Mais ( + )
  • A PRÁTICA DO HOME CARE

    O Home Care deve ser compreendido como uma modalidade contínua de serviços na área de saúde, cujas atividades são dedicadas aos pacientes/clientes e a...

    Leia Mais ( + )
  • A ENFERMAGEM E A PRESERVAÇÃO DA VIDA HUMANA

    Precisamos priorizar o ensino e a pesquisa próprios da enfermagem, sem perder o olhar holístico para o indivíduo. A história da enfermagem confunde-se com a...

    Leia Mais ( + )
  • SAÚDE BUCAL: O que a sua boca tem a dizer sobre sua saúde

    Mesmo o melhor sorriso é capaz de ocultar sinais que, sem o devido acompanhamento, podem trazer sérios problemas para o corpo. O corpo humano...

    Leia Mais ( + )
  • CUIDADOS COM OS MÚSCULOS: Cuidar dos músculos ajuda a prevenir lesões e ganhar resistência

    MENOS LESÕES, MAIS RESISTÊNCIA. A musculação é um dos exercícios mais eficazes para o fortalecimento muscular. Cuidar dos músculos é mais do que uma...

    Leia Mais ( + )
  • ALIMENTAÇÃO: O que pode ser cilada

    Informar-se é a primeira atitude na hora de buscar uma alimentação mais adequada para ter saúde e emagrecer. Cair no conto dos produtos que...

    Leia Mais ( + )
  • DORMIR DE REDE: HÁBITO ANCESTRAL QUE NÃO PREJUDICA A COLUNA

    Anterior à colonização europeia, o hábito de dormir de rede não representa riscos à coluna, apesar do receio difundido popularmente. Comum nas casas do...

    Leia Mais ( + )
  • CONFIRA CINCO DICAS PARA PREVENIR A RINITE ALÉRGICA

    A doença é causada pela falta de cuidado nas residências e também pela variação de temperaturas. Com a variação de temperaturas no dia a...

    Leia Mais ( + )
  • CHIKUNGUNYA: A DOENÇA QUE FICA E INCAPACITA

    Na fase crônica da doença, depois de três meses de sintomas, o vírus da chikungunya escolhe “santuários” nas articulações e causa inflamações que vêm...

    Leia Mais ( + )
  • POR DENTRO DO GLAUCOMA

    O glaucoma é uma doença degenerativa do nervo óptico, progressiva e silenciosa que cursa com diminuição do campo de visão até a cegueira em...

    Leia Mais ( + )
  • MIOPIA, MITOS, VERDADES E INFLUÊNCIA DOS CELULARES

    Um estudo populacional, realizado com crianças da Austrália, comprovou que aquelas que passavam muito tempo em celulares e tablets tinham maior chance de ter...

    Leia Mais ( + )
  • DORMIR 8h? EVITAR CERTOS ALIMENTOS? CONHEÇA MITOS SOBRE SONO

    Não é verdade que para ter uma boa noite de sono é preciso dormir por oito horas ou que comer queijo antes de dormir...

    Leia Mais ( + )
  • A INFÂNCIA DIANTE DA TV

    Com o início das férias, pais devem estar atentos à exposição excessiva dos filhos diante da TV. Agora que ela está conectada à internet,...

    Leia Mais ( + )
  • COMO PREVENIR DOENÇAS RECORRENTES EM ÉPOCA DE CHUVA

    As chuvas aliviam o calor dos dias, mas podem repercutir em doenças se as pessoas não ficarem atentas. Viroses, gripe, dengue e inflamações estão...

    Leia Mais ( + )
  • CUIDADOS SIMPLES EVITAM A CONJUNTIVITE

    1 Olho coçando, vermelho, irritado e a sensação de que você está com areia dentro dele. Cuidado: você pode ter contraído conjuntivite. Uma doença muito...

    Leia Mais ( + )
  • AS REAÇÕES DO CORPO AOS ELETRÔNICOS

    A maneira de olharmos o celular ou tablet, com a cabeça para baixo, já força um dos principais músculos do corpo. Despreparado, ele sofre...

    Leia Mais ( + )
  • ALIMENTAÇÃO É ALIADA NO TRATAMENTO DE CANDIDÍASE DE REPETIÇÃO

    Toda mulher em algum momento da vida será acometida de candidíase. Coceira, corrimento, ardor são alguns dos sintomas da doença, ainda mais freqüente nos...

    Leia Mais ( + )
  • OSTEOPOROSE: o que é e como tratar

    Doença ligada à falta de cálcio afeta principalmente os idosos. Muitas vezes, o mal só é descoberto após uma fratura óssea, mas há maneiras...

    Leia Mais ( + )
  • TUBERCULOSE: Cai índice de cura da tuberculose no Ceará

    O percentual de cura de pessoas diagnosticadas com tuberculose diminuiu ao longo de seis anos no Ceará. De 2011 a 2016, houve redução mínima...

    Leia Mais ( + )
  • DEZ CAUSAS DA INSÔNIA

    A dificuldade para dormir é muitas vezes um mistério para pacientes e médicos. Cientistas tentam desvendar o mais comum distúrbio do sono, associado a...

    Leia Mais ( + )
  • HÁBITOS PARA COMBATER A OBESIDADE

    A reeducação alimentar pode ser bastante eficaz no combate à obesidade que, de acordo com recentes dados do Ministério da Saúde, atinge mais da...

    Leia Mais ( + )
  • ALIMENTAÇÃO: Atenção às alergias

    Os bebês podem apresentar alergia à proteína do leite de vaca e também a alguns alimentos. Nesses casos, oferta é ainda mais cuidadosa. Não...

    Leia Mais ( + )
  • MULTIFUNÇÕES: Por que a vitamina D se tornou a substância da moda para a saúde

    A maior fonte da conhecida vitamina D é o sol. Diante das descobertas sobre as multifunções que ela exerce no organismo, a suplementação é...

    Leia Mais ( + )
  • O QUE FAZ BEM AO CORAÇÃO

    Principal causa de morte no mundo, as doenças cardíacas são silenciosas e, por isso mesmo, exigem cuidados. As doenças do coração são a principal...

    Leia Mais ( + )
  • O SUPER CÉREBRO DOS BEBÊS

    Os bebês têm um cérebro pronto para adquirir experiências e aprendizados que surpreendem. Herança genética e influência do meio definem o desenvolvimento cerebral. Qual...

    Leia Mais ( + )
  • OBESIDADE INFANTIL: O desafio de manter bons hábitos na escola

    Ensino, interação social, valores e também educação alimentar. O ambiente escolar pode e deve ser espaço para o cultivo de boas práticas alimentares, que...

    Leia Mais ( + )
  • COMO ESTIMULAR A MENTE

    Toda pessoa, criança ou adulta, pode criar estratégias para aprender, mas educadores ensinam maneiras de estimular a aprendizagem. Não há consenso entre os educadores...

    Leia Mais ( + )
  • A NOVA TERCEIRA IDADE: VELHO É O SEU PRECONCEITO

    Boa parte das pessoas com mais de 60 anos fogem, cada vez mais, da imagem de senhores apoiados em bengalas ou em cadeiras de...

    Leia Mais ( + )
  • TERCEIRA IDADE CONHEÇA SEUS LIMITES

      O acompanhamento médico ajuda a identificar as restrições do idoso antes da escolha do exercício ideal. Vale buscar também outros profissionais, antes de...

    Leia Mais ( + )
  • PARTO NORMAL

    A redução das taxas de cesáreas foi discutida em Fortaleza durante congresso internacional. Tecnologia e conhecimento são caminhos apontados para evitar as cirurgias desnecessárias....

    Leia Mais ( + )
  • OS MÉTODOS ANTICONCEPCIONAIS

    As pílulas avançam com os anos e oferecem doses de hormônios menores para as mulheres. Para algumas, as pílulas continuam a ser parceiras para...

    Leia Mais ( + )
%d blogueiros gostam disto: